bonita detox

Feliz na própria pele

Detox Terapia com o Tarot

Picture 10

Essa imagem do maravilhoso Mark Ryden e sua Aurora banha esse post. Ela tem um significado profundo É um diálogo com a alma, assim como as imagens arquetípicas do tarot, que sou completamente apaixonada desde os 12 anos.

Muito temos ouvido sobre empoderamento feminino e pouca coisa realmente faz sentido. Uma das grandes ferramentas para conhecer seu poder e acessar suas raízes ancestrais/selvagens/primordiais é a consulta tarapêutica com o Tarot. Um mergulho dentro dessas misteriosas águas é o início da jornada do auto-conhecimento. “Quando olhamos para dentro, começamos a acordar.”

*Tenho recebido muitos e-mails sobre as consultas e peço para que vocês também marquem pelo whats 11994893189.

Anúncios

Melancholia

melancholiaO otimismo é uma espécie de entorpecente barato. Qualquer um pode adquirir e usar indiscrimidamnte. Mas não perto de mim, por favor. Tenho tido dificuldade em encontrar uma linha editorial para este blog. Não quero que seja mais um compêndio de posts lisérgicos sobre o maravilhoso mundo das compras, o soberbo mundo dos corpos, o intragável mundo das amizades posadas nas selfies. Não me contento e nunca me contentarei com a superfície da vida. Troco essa doença do sorriso instantâneo pela doença da melancolia arraigada em mim. Troco com orgulho porque a felicidade consiste em um contato íntimo com algo além e superior. E no meio dessa feira de frutas de plástico, prefiro me alimentar de choro. Estou desapaixonada pela vida e isso é fato. Nada disso que está aí tem me feito sorrir. Estou longe, muito longe do que acredito ser minha casa. Estou errante, sem parada. Prefiro minha companhia, observar os bigodes de minhas gatas, ver o desenho de seus pelos, prefiro andar descalça, me recuso a sorrir a toa. Meus interlocutores enlouqueceram e não desejo mais a presença de pessoas indigestas na minha vida. O espírito do tempo me mandou parar. Vou me economizar. Vou entender melhor a frase “existe o certo, o errado e o divertido”. Vou aceitar meus 150 anos e acalmar meu coração no deserto. A beleza dos gestos desinteressados está fora de estoque e parece que será descontinuada. Enquanto isso, serei mais sereia, achando tudo isso equivocado para quem só deseja ver além do Zeir Anpin. Agenta sua raptura, mas excede… excede…

Quem sabe assim, mais sincera, encontrarei alguém, ou muitas pessoas, que desejam sair desse padrão limitador e explodir em pó estelar novamente. E assim, começar um tempo mais humano e criativo. Humano e caloroso.

 

 

A revolução da nécessaire

Entenda um pouquinho sobre os produtos limpos que estão crescendo como flores do campo no mundo dos cosméticos. Aos poucos, teremos um jardim imenso de possibilidades que não poluem, não maltratam os animais e cuidam de nós com muito mais consciência e carinho. Esse pequeno guia é de um editorial da Vogue de Maio. Achei muito legal compartilhar aqui. Lembrando que temos um serviço de consultoria e encomendas de marcas incríveis que seguem esses conceitos.

image image image image

Com os pés no Chão

image

O Instituto Chão é um oásis para quem busca orgânicos a preços justos. Junto com a conscientização da alimentação livre de venenos (agrotóxico é veneno, né gente? Aula passada, apostila 3), veio a vontade de que isso não ficasse restrito a um grupinho seleto de pessoas. Se é bom pra mim, tem que ser acessível para todos, afinal o modelo democrático de partilhar o pãozinho sem glúten foi ensinado lá na Galiléia por alguém a quem chamamos de Deus. Então o Instituto venderá tudo pelos preços dos produtores e fornecedores. E quem paga a conta? Como o Chão não tem fins lucrativos, os custos para manter o espaço serão financiados coletivamente. A ideia é as pessoas frequentarem, conviverem e começarem a construir de verdade o projeto junto com seus idealizadores.

Pra quem gosta é uma festa: você encontra desde arroz integral orgânico (comprei a 2,50 o pacote prensado só porque vem quebradinho), feijão orgânico de várias qualidades, farinhas mil, ovo de galinhas bem tratadas, banana verde para biomassa, infinidade de hortaliças, legumes e frutas, até queijo de cabra orgânico da Paraíba, óleo de pequi de Goiás, azeites diferentes, sabonete de babaçu do Tocantins, pão de castanha-do-pará do Rio de Janeiro, geleias e doce de leite de Minas Gerais, sucos verdes, pães veganos, vinho orgânico da Argentina e a lista continua. Além de produtos alimentícios, peças de arte, plantas e insumos orgânicos também serão comercializados no nosso mini Wholefoods.

O Chão, que funcionará de quarta a sábado, será um espaço aberto para os interessados em participar trazendo produtores, novas ideias e sacolas recicláveis para encher de compras. Anota aí na sua lista de supermercado: Rua Harmonia, 123, na Vila Madalena. 🙂