Framboesa de ouro

por bonita detox

Framboesa de Ouro (Razzie Awards) é um prêmio cinematográfico, paródia do Oscar, que premia só os piores filmes produzidos ao longo de um ano. Pura injustiça com a minha frutinha preferida. Estou comprando a versão caixa média com as frutas inteiras congeladas e a versão caixinha mini com frutinhas frescas. O preço da congelada compensa mais (12,00 a caixa média contra 25,00 da mini fresca) e sabemos que frutas congeladas não perdem suas propriedades vitamínicas. A framboesa é um antifúngico natural e fungos em excesso no corpo trazem todo tipo de complicação. Desde depressão, falta de atenção, perda da libido, lapsos de memória, dermatites, alergias em geral, insônia e irritabilidade. Todo esse meu processo de detox começou justamente por causa dessas pestes. Encontrei no blog da Sônia Hirsch muita informação relevante (inclusive o Lufenuron) e adotei como estilo de vida. Fico aqui com meus botões imaginando quanta gente tomando antidepressivos fortíssimos e procurando todo tipo de ajuda psicológica e espiritual, quando o assunto é tão menos subjetivo e tão mais palpável. É realmente impressionante a falta de informação que os médicos tem em relação a isso. Receitam pomadas, antibióticos, enchem a gente de Fluconazol e ainda mandam comer de tudo. Hipócrates está fazendo power yoga no túmulo, coitado. But well, voltando à framboesa, ela ajuda e um bocado nessa guerra, inclusive suas folhas. Tenho tomado copões do suco e do chá diariamente. Me sinto meio camponesa na cidade grande. Mas acho que é isso mesmo que eu sou. 😉

A framboesa possui uma boa quantidade de vitaminas A, C, B1 (tiamina) e B5 (niacina), é rica em sais minerais como, por exemplo, ferro, fósforo e cálcio. Tem propriedades antifúngicas, antivirais, antioxidantes e antiinflamatórias. Essa fruta merece um Oscar.


Anúncios