Pega no breu

por bonita detox

Se você gosta de brincar de ratinho de laboratório, recomendo esteira na academia mais próxima. Se você prefere vento na cara e cheiro de mato, recomendo bicicleta e capacete, mas se você gosta de criar personagens, representar, chorar, costurar sapatilha, dar abraço coletivo, música clássica, sonho, catarse, presilhas de strass, cílios postiços, collant suado, polainas rasgadas, micropore, talco, band-aid, bolha, unha partida e batalhar um lugar na barra, recomendo ballet clássico. A transformação começa no seu jeito de ver a vida, o nariz empina um pouco, verdade, mas o ego é posto à prova tantas e tantas vezes que você decide errar feliz para acertar sempre. Não estamos falando apenas do que ele faz com seu corpo, e olha que não faz pouco. As pernas ficam looongas e fortes, o abdominal é exigido o tempo todo, afinal é ele que te mantém no balance. Aí você descobre o períneo, entende finalmente que o ballet acontece no ar e não no chão e vai mergulhando na arte sem pressa, nem neurose. Eu aprendo ballet clássico com a impecável Karen Ribeiro, minha professora, tia, amiga e anjo. Não existe nada mais verdadeiro que a troca de olhares durante os extenuantes exercícios, o prazer de estar concentrada em si mesma, fazendo um trabalho em grupo. O pé dói e não é só a panturrilha que grita, a gente grita muito também, ainda mais na barra solo russa com que ela inicia todas as aulas. Se você quer arte talhada no corpo e trabalhar pedacinho por pedacinho de você, eu te dou o endereço:

Endereço: Alameda Sarutaiá, nº 113-B – Jardins

Tel.: (11) 3884.4430 (peça para falar com a Karen, ela adora!)

Como chegar:

Mapa studio

E essa sou eu, toda trabalhada no Ballet KR®, foto do Angelo Pastorello  =)

Anúncios